4/13/2015

Um mês de a Mãe já vai e tanta coisa para contar

Primeiro as boas (melhores) notícias. O resultado da biopsia aos meus sinais saiu e está tudo bem. Ufa!
Depois agradecer os mais de 3 mil likes no Facebook e às quase  15 mil visitas num mês ao blogue. É incrível e estou muito agradecida.

Tenho adorado esta experiência com a SportsLab e com quem me tem acompanhado, à minha vida semi caótica, aos treinos e à minha nova rotina. Se soubesse que era tão bom fazer exercício com frequência tinha começado antes.

O que mudou neste mês foi a vontade de chegar mais longe e de começar rapidamente a ver diferenças e resultados em mim e a querer superar-me em cada treino.

Descobri que nunca é tarde para olharmos para nós, reconhecermos as nossas "falhas" e bater o pé. O corpo merece que tratemos dele e a nossa auto estima também. É que se estamos bem connosco, estamos bem com os outros.

No sábado o dia foi comprido e em família e no Domingo fui a mais um treino FhitUnit para emendar os estragos (brigadeiros).

Durante o treino, os meus filhos e o pai estavam a brincar na praia e a aproveitar o dia lindo que estava.

Só me apercebi depois mas estava ainda cansada do treino de 5ª feira e este custou-me mas dei o tudo por tudo e para não variar adorei.
Tenho a sorte ou o azar de no meu grupo (os grupos são sempre de 4/5 pessoas) ficar com raparigas que nasceram a treinar. E por um lado morro de vergonha porque enquanto eu faço uma elevação elas fazem 12, por outro incentivam-me a não desistir e a superar-me.

Tenho reparado numa coisa que acho importante para todas as mulheres da minha idade. Um dia quando decidimos recuperar o corpo, achamos que ele vai mudar de um dia para o outro com algumas mudanças, mas a verdade é que apesar do esforço e da dedicação, já houve filhos e muito tempo parada.
Por isso, apesar de me sentir com muito mais força e já mais tonificada a realidade é que só passou um mês e se por dentro já sinto muita diferença, por fora, não tanto. Ou pelo menos flagrante, o que é absolutamente natural em 30 dias e menos uma semana de treino em que tive que parar.

Isso não me desmotiva nada, antes pelo contrário. À medida que fico mais
forte vou ganhando a capacidade de me esforçar mais e de ver os resultados chegar.
O meu objectivo é ficar mais estreita de pernas e ter uma barriga normal. Não quero ficar muito musculada, nem com o corpo muito definido - nada contra mas não tem a ver comigo. No fundo quero ficar mais atlética sem exageros. Mantenho a minha alimentação normal/regrada (com mais asneiras do que queria) sem hidratos à noite, com muitos verdes e muita fruta. Não como carne (desde os 21 anos), por isso o peixe e os substitutos  são necessários para estar equilibrada (isto é uma coisa que tenho que melhorar).
Basicamente o balanço é muito positivo, estou muito feliz por ter entrado neste desafio, rodeado de pessoas boas que me querem bem. Obrigada.
Estes treinos espectaculares que deviam ser obrigatórios por lei continuam
grátis em fase experimental. Inscrevam-se aqui
e vejam como é bom treinar na praia e com quem sabe. 





No comments:

Post a Comment