} Avançar para o conteúdo principal

Apresentados

episódio 2 - no corredor

Atravessou o corredor a medo. Era isso ou acordar novamente a irmã. O corredor era tão escuro que lhe parecia impossível a uma criança. As tábuas faziam-se notar a cada passo e ela preferia atravessá-lo em pressa do que se demorar por ali. Deviam ser uns 4 metros que lhe pareciam 12. Respirava fundo e ia de olhos fechados como se isso a protegesse do medo. O medo era de nada. Só do escuro, do desconhecido, do caminho, de não saber o que estava do outro lado.  Mesmo já tendo passado ali com a luz do sol. Quando chegava era bom e era mau porque era obrigatório voltar. Já sabia que nada se passava e que era só um caminho e mesmo assim voava para chegar o mais depressa possível. No dia a seguir era igual. Todos os dias.O mesmo corredor escuro. Todos os dias a luz da manhã a fazer esquecer a noite. As manhãs serviam para lhe descansar a alma e se rir de si mesma. Tinha a certeza que à noite não haveria medos porque estava tudo ali, tudo o que era para existir, tudo o que fazia realmente par

Treinar na praia

Os treinos na praia são uma das coisas que mais gosto de fazer nos dias que correm. Tem tudo de bom. Primeiro estamos na praia e só isso já é recompensa suficiente, a ouvir o mar, a sentir o ambiente de quem está ali a gozar o dia.

Depois, enquanto estou a treinar, tenho a família mesmo ali ao lado, a aproveitar o dia e não estou a sentir que estão muito longe de mim nem chateados em casa.

Depois o esforço, que só depende de nós e do que queremos tirar daquela dia.
Treinar na areia é difícil, muito mais difícil do que num piso normal. As corridas matam-me, o calor destrói e o cansaço chega muito mas muito mais depressa.
Mas é óptimo.

É muito mas mesmo muito importante sabermos
até onde podemos e conseguimos ir sem ultrapassar o nosso limite. Ali não é o lugar certo para o testarmos. É também importante estar bem hidratado, ir bebendo água ao longo do treino, sem exageros e para mim o mais importante de tudo, ter um bom creme protector porque estes dias não estão para brincadeiras.

Quem ainda não experimentou este treino, deve fazê-lo, rapidamente. Vai ficar viciado. O nível é o de cada um. Em todos os treinos há  pessoas que fazem aquilo com uma perna às costas e principiantes como eu. O que é uma enorme motivação.

As inscrições que são grátis (aproveitem agora) já abriram para os treinos do próximo fim de semana e eu aconselho mesmo.



Com esta fotografia descobri que faço caretas. 


Comentários