} Avançar para o conteúdo principal

Apresentados

episódio 2 - no corredor

Atravessou o corredor a medo. Era isso ou acordar novamente a irmã. O corredor era tão escuro que lhe parecia impossível a uma criança. As tábuas faziam-se notar a cada passo e ela preferia atravessá-lo em pressa do que se demorar por ali. Deviam ser uns 4 metros que lhe pareciam 12. Respirava fundo e ia de olhos fechados como se isso a protegesse do medo. O medo era de nada. Só do escuro, do desconhecido, do caminho, de não saber o que estava do outro lado.  Mesmo já tendo passado ali com a luz do sol. Quando chegava era bom e era mau porque era obrigatório voltar. Já sabia que nada se passava e que era só um caminho e mesmo assim voava para chegar o mais depressa possível. No dia a seguir era igual. Todos os dias.O mesmo corredor escuro. Todos os dias a luz da manhã a fazer esquecer a noite. As manhãs serviam para lhe descansar a alma e se rir de si mesma. Tinha a certeza que à noite não haveria medos porque estava tudo ali, tudo o que era para existir, tudo o que fazia realmente par

Party of five

Pronto. É oficial.
Os nossos filhos vão ser mais do que nós.
Vem aí o terceiro bebé e estamos, claro,  absolutamente felizes com a notícia.
O princípio foi (tão) atribulado.
Sou a pior grávida do mundo no primeiro semestre. Enjoos, energia abaixo de zero, e depois - nunca me tinha acontecido - um descolamento de placenta que me obrigou a um repouso muito chato mas necessário às 8 semanas.
Deixei de fazer exercício, o que me tem custado muito e adorava poder continuar ao longo da gravidez mas ainda é cedo para saber se vou ou não poder retomar e o importante é que esta gravidez seja o mais tranquila possível. Com dois filhos é praticamente impossível estar de repouso.
Hoje fomos à ecografia das 12 semanas - estou de 13 - e este bebé está bom e recomenda-se e acho que só hoje me senti absolutamente feliz,  descansada e pronta para viver esta gravidez com todo o histerismo a que tenho direito.  A ideia de um terceiro filho era certa apesar de todas as dificuldades, medos e incertezas e este bebé vai ser recebido com todo o amor que temos para lhe dar e tem uma família inteira Feliz e desejosa à sua espera. 
O Zé Maria ainda é pequenino e não percebe que vai ter um irmão,  apesar de termos feito questão de lhe dizer mas a Leonor está absolutamente feliz e radiante com a ideia.
Criar três filhos é a maior responsabilidade que alguma vez terei na vida, a minha grande missão e uma sorte que irei sempre agradecer por ter.
Estamos prontos bebé.


Comentários

  1. Estou completamente emocionada, uma emoção em dobro, a vossa família é maravilhosa (já pude comprovar isso no elevador do el corte inglês no dia do lançamento do livro da nossa querida Rita, que quando me deu a notícia da dela fiquei emocionada) agora consentimento repete-se com a diferença que ainda não lhe dei um enorme parabéns num abraço (mas acredito que o tempo tratará disso)
    Parabéns, estou mesmo feliz apesar das dificuldades tenho a certeza que esse bebé tal como os manos , será muito feliz!
    Aí, vem aí aqueles meses fofos de roupas e fotos da barriga, a dobrar.
    Sou vossa fã!
    Um beijo enorme cheio de felicidade estendido a todos!
    Carolina Melo

    ResponderEliminar
  2. Estou completamente emocionada, uma emoção em dobro, a vossa família é maravilhosa (já pude comprovar isso no elevador do el corte inglês no dia do lançamento do livro da nossa querida Rita, que quando me deu a notícia da dela fiquei emocionada) agora consentimento repete-se com a diferença que ainda não lhe dei um enorme parabéns num abraço (mas acredito que o tempo tratará disso)
    Parabéns, estou mesmo feliz apesar das dificuldades tenho a certeza que esse bebé tal como os manos , será muito feliz!
    Aí, vem aí aqueles meses fofos de roupas e fotos da barriga, a dobrar.
    Sou vossa fã!
    Um beijo enorme cheio de felicidade estendido a todos!
    Carolina Melo

    ResponderEliminar
  3. Muitos parabéns!! Acho o máximo três filhos! PAra mim, era a conta certa :)
    Beijinhos, tudo a correr bem!
    Sweet Pi - http://thesweetestpiblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Parabenssssss!!!!
    Tive descolamento a gravidez toda. Uma barriga que cresceu na horizontal sem me mexer para nada. A M. tinha 11 meses, durante 6 meses não a peguei ao colo, não fui Mãe dela. Por isso toca de cumprir tudooooo à risca para correr MUITO bem. Bjs

    ResponderEliminar

Publicar um comentário