4/27/2016

32 semanas e 2 dias

Estava mesmo a precisar de a ver para pôr tudo em perspectiva.
É que apesar do amor, dos pontapés e de tudo o que há de emocional e emocionante na gravidez, às vezes não consigo ultrapassar a barriga. Mas a barriga não é só tamanho nem só peso nem só cansaço. Em 9 meses o nosso corpo forma uma vida inteira. Coração,  pulmões,  olhos,  boca....

Tenho a sorte de ter como médica e ecografista (desde a primeira gravidez) alguém que liga a tudo e não apenas ao lado técnico.
Por isso hoje apaixonei-me outra vez. 

A Luísa está boa e recomenda-se. Pesa 2.128kg e a estimativa é que chegue aos 3.440kg. Um meio termo entre os irmãos. Tem cerca de 46cm.
Vi cabelo, pouco e pestanas, muitas e grandes. Vi muitas parecenças com a irmã. Vi um duplo queixo e uma barriga gorda. 
Está com óptimo coração e com todas as coisas importantes em ordem.

Normalmente está sempre acordada e é claro que hoje esteve a dormir durante a maior parte da ecografia. O cordão à frente da cara no momento da ecografia em 4D. Mas deu para a ver e para soltarmos um ohhhhh que amor

Eu estou muito mais cansada, a dormir pior (muito pior) por falta de posição e dores de estômago e ao final do dia sinto um peso enorme que me deixa pouco espaço de manobra para uma uma vida tão activa quanto gostaria. 

Mas ainda não deixei de fazer nada, continuo a passear com os miúdos, jogar à bola, brincar com eles, sentar (ou aterrar) no chão. 

Como já não corro, (no fim de semana estive a jogar futebol com eles e achei que a Luísa ia nascer a qualquer momento) tenho que os ter mais à perna, principalmente ao Zé Maria, que gosta de fugir, odeia dar a mão e não é nada certinho a andar na rua, o que me assusta e me obriga a estar muito mais alerta. 

No geral acho que estou óptima. Apesar de me estar sempre a queixar do peso que ganhei, da cara redonda, da respiração que está pior e de todas as coisas absolutamente normais de uma gravidez, a verdade é que não tenho mesmo nada de realmente importante para me queixar. Tenho muita sorte de ter sido sempre abençoada nas gravidezes. E isso, não tem preço. O resto, "arranja-se", recupera-se e aguenta-se. 

No comments:

Post a Comment