Sapatos para todos

Não gosto de gastar muito dinheiro em roupa. Nem para mim, nem para eles. Primeiro porque somos uma casa de (agora) 5 e um cão e pura e simplesmente não dá; depois porque ao ritmo que crescem é tonto gastar muito em peças que vão durar 5 minutos. Principalmente os sapatos.
Procurei muito por uma boa relação qualidade preço. Por um lado quero que andem confortáveis e giros e por outro, a possibilidade de poder comprar mais do que um par por ano.
Quando começa o Outono são precisas botas, galochas e sapatos mais quentinhos, quando vem o verão ténis, sandálias e sabrinas para usar sem meias.
Para mim, que não sou grande fã de compras no geral, as compras online são uma solução perfeita.
E na verdade, não sei se há melhor serviço que o da Pisamonas.
Escolhi no site, confirmei tamanhos, encomendei. Dois dias depois chegou tudo impecável e cada caixa com um balão para os miúdos (ligo muito a estes pormenores simpáticos). As sabrinas para a Leonor estavam pequenas, enviei email, vieram buscar e deixaram o tamanho certo e não paguei nada por isso. É mesmo um descanso saber que é tratado com esta rapidez e sem complicações nenhumas. Facilita muito a vida.
Para a Leonor escolhi umas lonas que andava a namorar há já algum tempo - amo esta cor - e umas sabrinas que gostava de guardar até aos anos dela, no final do mês, mas acho que não vai ser possível porque está apaixonada.
Para ele, ténis. Corre, brinca, salta, chuta, cai, rasteja, pendura-se, rebola. E por isso ténis são mesmo a melhor solução para usar no dia a dia.
Já tinha umas lonas cinzentas mas repeti num tamanho acima porque descobri que é uma das cores mais práticas que há. O segundo par, uns pepitos amarelos que adorei pela cor - dão com tudo e pelo fecho com velcro para o Zé Maria aprender a pôr e tirar os sapatos sozinhos.

Eles estão felizes com as escolhas e eu também.
Ah, claro que a Luísa também teve direito. Umas merceditas, já a pensar no baptizado.

Comments