9/16/2016

O colo da mãe

Sou uma mãe que dá colo.
Quero cá saber de mimos.  Eles querem,  eu dou.
Pego na minha filha de 5 anos ao colo quando me pede (desde que possa claro) porque se me pede é porque precisa.
O colo é onde eles se sentem seguros,  perto de nós,  protegidos,  abraçados.
É para o colo que vão quando estão felizes,  quando conseguem qualquer coisa, quando estão tristes,  carentes,  quando querem receber e também dar amor.
Não há mal nenhum no colo. O colo não os torna em crianças mimadas,  preguiçosas (embora às vezes os incentive a não andar), infantis,  dependentes, carentes. 
O colo não os faz dormir mal,  mas dormir bem. Fá-los confiantes. É ao colo que têm a certeza que não vamos a lado nenhum. Estamos ali para eles.
O colo do recém nascido é tão mais complexo... Os primeiros meses em que todos nos estamos ambientar é ao colo que se resolvem muitos dos problemas. As cólicas, os gases, a ansiedade,  a confusão. Ali,  tudo passa.
A verdade é que pensei que quanto mais filhos,  menos colo.
É claro que os mais velhos neste momento têm menos colo mas também sei que é passageiro.
O que nunca pensei foi em dar tanto colo a uma terceira filha.  Mas dou. Porque posso e acima de tudo porque pede.  É ao colo que adormece a maior parte das vezes. Não é o ideal e adorava que fosse só pôr na cama,  beijinho,  já está, mas não é e depois de um final de dia com três filhos o colo é de longe a melhor solução para todos.
Às vezes é um colo injusto para os irmãos. Se ela está no pano e ele cai e se magoa tenho que o compensar com beijinhos e abraços e palavras e sentir-me mal por isso,  e ele também. Mas nada de grave.
O colo que dou à minha terceira filha diz-me que respondo ao que quer e nem sempre ao que é melhor para o resto da casa.
É um preço que pago pelo seu conforto.  Tenho menos costas,  menos tempo,  menos mobilidade,  menos mãos e mais de tudo aquilo que importa.
Quero que eles saibam que o colo nunca vai deixar de existir, que é gigante, que é de todos, que é para sempre.

3 comments:

  1. Entrei neste blog hoje e gostei! Dei de caras com este tema que todos tanto gostam de opinar e dizer o que é melhor...sobretudo a pensar no futuro e não no presente! :S Também eu sou uma mãe de colo, adoro!! Digo sempre que com a minha filha, hoje com 5 anos, cometi o erro de a adormecer ao colo até aos 2 anos e altura disse, num próximo filho não volto a cometer este "erro"... agora grávida de 31 semanas já duvido que não o faça!! lol :P Afinal de contas colo de mãe é carregado de magia, bom de dar e de receber, certo? ;)

    ReplyDelete
  2. Tenho 3 filhos e as costas todas rebentadas :)
    Dou colo até eles fugirem de mim!! Passa a correr, o tempo de bebé foge a cada dia, temos é de aproveitar, cheirar, mimar, tudo.
    O meu filho mais velho já tem 10 anos, a bebé 11 meses, e um menino de 7 anos, já sei a saudade que vou ter. Por isso ando com ela colada a mim. Sempre que posso

    ReplyDelete