} Avançar para o conteúdo principal

Apresentados

episódio 2 - no corredor

Atravessou o corredor a medo. Era isso ou acordar novamente a irmã. O corredor era tão escuro que lhe parecia impossível a uma criança. As tábuas faziam-se notar a cada passo e ela preferia atravessá-lo em pressa do que se demorar por ali. Deviam ser uns 4 metros que lhe pareciam 12. Respirava fundo e ia de olhos fechados como se isso a protegesse do medo. O medo era de nada. Só do escuro, do desconhecido, do caminho, de não saber o que estava do outro lado.  Mesmo já tendo passado ali com a luz do sol. Quando chegava era bom e era mau porque era obrigatório voltar. Já sabia que nada se passava e que era só um caminho e mesmo assim voava para chegar o mais depressa possível. No dia a seguir era igual. Todos os dias.O mesmo corredor escuro. Todos os dias a luz da manhã a fazer esquecer a noite. As manhãs serviam para lhe descansar a alma e se rir de si mesma. Tinha a certeza que à noite não haveria medos porque estava tudo ali, tudo o que era para existir, tudo o que fazia realmente par

Quarto dos Brinquedos - Extreme Makeover

O quarto dos brinquedos é para mim uma das maiores vantagens desta casa. Por um lado todos os brinquedos estão num só espaço, se estiver muito desarrumado ao final do dia fecho a porta e não penso mais nisso; por outro, o quarto deles é mesmo só para dormir e quase sempre arrumado o que facilita muito na hora de deitar.
Mas! O que tem de bom às vezes tem de mau. Primeiro, por termos este quarto fomos aceitando brinquedos herdados que na altura pareciam óptima ideia mas a verdade é que brinquedo aqui mais brinquedo ali e o quarto foi enchendo e eles não brincam com metade.
Resultado: agora temos um quarto cheio que serve de depósito, eles entram para ir buscar mas brincam na sala ou no quarto ou onde lhes apetecer. (Na verdade, mesmo quando o quarto está em condições, é assim porque tenho vindo a perceber que eles gostam de brincar ao pé de nós).
Este mês, este quarto é o meu objectivo da casa. Transforma-lo num espaço bom de brincar, acessível para todos e com menos, muito menos coisas.
O quarto é uma marquise que no inverno é muito muito fria por isso também quero que se transforme num espaço mais confortável. A parede é dura e rogosa e por isso também muito difícil de pregar a aparafusar mas cada coisa a seu tempo.
O que vou fazer para realizar este projecto.
1. Tirar tirar tirar. Antes de pôr ou arrumar o quer que seja já iniciei o processo de deitar fora os brinquedos estragados e o que chamo de tralha e guardar brinquedos que já não usam para dar.
2. Planear a organização do espaço. Quero pôr uma estante nova para livros e puzzles, cortinas para tornar o espaço mais confortável no inverno e um tapete novo. Não gosto nada do chão mas se arranjar um tapete suficientemente grande resolve-me o problema.
3. Pensar em como organizar os brinquedos de forma a que todos cheguem e consigam arrumar sozinhos.
4. Deixar espaço para brincar. Não me adianta ter tudo arrumadinho e depois não ter espaço para que se sentem no chão a brincar.
O quarto já teve secretária, cozinha (herdada lá está), já foi praticamente só da Leonor e agora é de 3.
Vou mostrando aqui o processo mas estou a ir tirando fotografias para que possam ir vendo. A ideia é gastar pouco e conseguir arranjar o espaço o melhor possível para que eles possam efectivamente brincar.
Leonor com 3 anos
Tinha uma secretária para desenhar
e a cadeira de baloiço do Zé Maria


Já estamos no processo de organizar
as gavetas por tipo de brinquedo para que possam
arrumar sozinhos 
Esta cozinha que era o máximo entrou e voltou a sair.
Era gigante e não compensava
as vezes que brincavam com ela.


Comentários