} Avançar para o conteúdo principal

Apresentados

2020/2021

No outro dia o Zé Maria disse que o dia em que mudou de escola foi o pior dia de sempre. Nesse ano, mudaram todos de escola. A Leonor entrou para o primeiro ano, o Zé Maria para o segundo ano do pré escolar e a Luísa entrou na creche pela primeira vez  (e depois acabou por sair e ficar comigo mais um ano). Estávamos todos arrasados emocionalmente. Lembro-me que tive que deixar o Zé Maria e ficar com a Luísa na sala. Ele diz que chorou o dia todo. Nunca pensei que se lembrasse com tanto pormenor. Foi há 3 anos.  Está especialmente nervoso este ano. Vai entrar para o primeiro ano, depois de sete meses em casa. Diz que não quer ir apesar de todo o nosso incentivo e até da Leonor que adora escola e lhe diz que vai ser espectacular. Os meus filhos nunca foram de amar a escola. E eu sou forte promotora porque se for bom, é óptimo. A Leonor quando entrou com um ano esteve 15 dias sem comer e sem dormir. Diziam que ela estava muito apegada a mim, como se isso fosse mau. Como se ter estado com e…

38 anos


via Instagram
Tenho 38 anos. Hoje. Lá para as dez da noite. A minha expressão nem sempre corresponde à minha felicidade e isso às vezes chateia-me. Sou contida algumas vezes e outras solto gargalhadas sem nexo. Sei que tenho um bom sentido de humor embora tenha crescido a ouvir o contrário. Tenho mau feitio. Choro sem porquê e isso às vezes irrita as pessoas. Percebo. Mas a mim lava-me a alma. Tenho um bom coração e mil defeitos que o confundem. Tenho sensibilidade a mais se isso por acaso existir. Guardo dores tempo demais. Tenho muito amor às pessoas. Mas só aquelas que também me amam e isso demorou. Tenho rugas. 3 filhos. 1 marido incrível. Uma família que adoro. Tenho 38 anos e a idade começa cada vez mais a ter menos importância. Ainda assim uso filtros porque me fazem bem ao ego.

Comentários