} Avançar para o conteúdo principal

Apresentados

episódio 2 - no corredor

Atravessou o corredor a medo. Era isso ou acordar novamente a irmã. O corredor era tão escuro que lhe parecia impossível a uma criança. As tábuas faziam-se notar a cada passo e ela preferia atravessá-lo em pressa do que se demorar por ali. Deviam ser uns 4 metros que lhe pareciam 12. Respirava fundo e ia de olhos fechados como se isso a protegesse do medo. O medo era de nada. Só do escuro, do desconhecido, do caminho, de não saber o que estava do outro lado.  Mesmo já tendo passado ali com a luz do sol. Quando chegava era bom e era mau porque era obrigatório voltar. Já sabia que nada se passava e que era só um caminho e mesmo assim voava para chegar o mais depressa possível. No dia a seguir era igual. Todos os dias.O mesmo corredor escuro. Todos os dias a luz da manhã a fazer esquecer a noite. As manhãs serviam para lhe descansar a alma e se rir de si mesma. Tinha a certeza que à noite não haveria medos porque estava tudo ali, tudo o que era para existir, tudo o que fazia realmente par

Fui para a escola aos 3 anos. Até lá não sei bem como a minha mãe se governou. Estive nessa escola até aos 8 e mudei-me de Lisboa para o Estoril e para uma nova escola até aos 13, idade com que regressámos a Lisboa, no meu 7o ano. Fiz o 7o num liceu na Graça. O 8o, 9o e 10o no Filipa de Lencastre e depois de chumbar e com vergonha dos meus amigos que avançaram pedi à minha mãe que me mudasse para o Liceu Passos Manuel onde fiz o 10o, 11o e 12o. O primeiro namorado. A poesia. A possibilidade de ver diferente e de escolher. Alguma rebeldia à medida de uma miúda insegura e muito poucas certezas. Ainda saltitei depois disso e entrei na Faculdade de Letras em Estudos Africanos onde estive 1 ano e meio e depois para o Iade onde fiz toda a faculdade. Não tenho aqueles amigos de sempre. Nem aquelas histórias de liceu. Culpa de ninguém, foi como teve que ser. Mas sinto essa falta. E vivo (muito) essa falta. Às vezes falta-me gente mesmo tendo conhecido tanta.

Comentários