Hoje vi o Zé Maria a levantar-se, ir buscar uma cadeira e sentar-se entre a Luísa e um menino que não a largava e lhe deu uns apertões. Olhei para ele e ele para mim: mãe, a Luísa já está protegida! Ele é bom da cabeça aos pés mas também é a prova que os bons não têm sempre que ser fracos. Antes pelo contrário. É na bondade que está a maior de todas as forças. Quase a fazer 4 anos. 

Comentários