} Avançar para o conteúdo principal

Apresentados

episódio 2 - no corredor

Atravessou o corredor a medo. Era isso ou acordar novamente a irmã. O corredor era tão escuro que lhe parecia impossível a uma criança. As tábuas faziam-se notar a cada passo e ela preferia atravessá-lo em pressa do que se demorar por ali. Deviam ser uns 4 metros que lhe pareciam 12. Respirava fundo e ia de olhos fechados como se isso a protegesse do medo. O medo era de nada. Só do escuro, do desconhecido, do caminho, de não saber o que estava do outro lado.  Mesmo já tendo passado ali com a luz do sol. Quando chegava era bom e era mau porque era obrigatório voltar. Já sabia que nada se passava e que era só um caminho e mesmo assim voava para chegar o mais depressa possível. No dia a seguir era igual. Todos os dias.O mesmo corredor escuro. Todos os dias a luz da manhã a fazer esquecer a noite. As manhãs serviam para lhe descansar a alma e se rir de si mesma. Tinha a certeza que à noite não haveria medos porque estava tudo ali, tudo o que era para existir, tudo o que fazia realmente par

A reportagem de ontem

Viram esta reportagem ontem?
O que acharam?

http://player.sicnoticias.pt/video/sicnot/2015-06-02-Grande-Reportagem-Interativa--No-Tempo-das-Cesarianas

Comentários

  1. Sinceramente nem sei bem, esta polêmica das cesarianas está a tomar uma dimensão demasiado forte, desde mães a acharem que só quem tem parto normal é que sabe o que é ser mãe até mães a ofenderem-se por terem opiniões divergentes...é o caos! Tenho duas cesarianas feitas num privado e não tive insistência do médico, da catarina o doutor explicou-me que o canal do nascimento era curto e que poderia fazer o bebê sofrer sem necessidade e eu poderia ter mazelas que não voltariam atrás ....graças a Deus que o ouvi , a catarina nasceu com um problema grave no coração e se tivesse parto normal provavelmente não estaria connosco ... Fiz dilatação sei o que são dores de parto e não sou menos mãe porque decidi ter a segunda filha de cesariana também. Mãe é um todo não o acto de dar à luz ! .....
    Beijinhos Inês

    ResponderEliminar

Publicar um comentário