} Avançar para o conteúdo principal

Apresentados

episódio 2 - no corredor

Atravessou o corredor a medo. Era isso ou acordar novamente a irmã. O corredor era tão escuro que lhe parecia impossível a uma criança. As tábuas faziam-se notar a cada passo e ela preferia atravessá-lo em pressa do que se demorar por ali. Deviam ser uns 4 metros que lhe pareciam 12. Respirava fundo e ia de olhos fechados como se isso a protegesse do medo. O medo era de nada. Só do escuro, do desconhecido, do caminho, de não saber o que estava do outro lado.  Mesmo já tendo passado ali com a luz do sol. Quando chegava era bom e era mau porque era obrigatório voltar. Já sabia que nada se passava e que era só um caminho e mesmo assim voava para chegar o mais depressa possível. No dia a seguir era igual. Todos os dias.O mesmo corredor escuro. Todos os dias a luz da manhã a fazer esquecer a noite. As manhãs serviam para lhe descansar a alma e se rir de si mesma. Tinha a certeza que à noite não haveria medos porque estava tudo ali, tudo o que era para existir, tudo o que fazia realmente par

Não vai ser Sininho....

Finalmente - há quem decida só no dia - escolhemos o nome para a nossa filha.
Luísa.
Depois de muito pensar e de todos estarmos de acordo, o nome escolhido é o nome da minha avó, que ficou radiante com a notícia.
Vamos ter duas Marias e duas filhas começadas com a letra L. Não é propositado e espero que isto não cause nenhuma espécie de problemas. Para já, não me consigo lembrar de nenhum mas nunca se sabe.
Ainda a sinto mais presente agora que tenho um nome para lhe dar nas nossas conversas e já faz tanto sentido.
Escolher um nome, para mim, é uma tarefa dificílima. Por um lado, há o querer ser minimamente original, por outro o não querer ser original.
Não queremos que seja um nome difícil de pronunciar, que na escola não o saibam dizer ou escrever. Tem que nos soar bem e que faz parte da família. O nosso truque foi dizer o nome alto como se a estivéssemos a chamar e ver se fazia sentido.
Não ligamos muito ao significado dos nomes mas também não me apetecia ter uma filha "condenada" de início e confesso que fui ver. Maria Luísa significa senhora soberana, pura e vidente.
Por agora é uma filha cada vez mais querida, mais desejada e que já faz parte da família.
p.s: mãe, pode mandar bordar as fraldas.
Já agora e porque me apetece, aproveito para dizer que mando bordar as fraldas e compro os lençóis de cama sempre no mesmo sítio, onde trabalha uma querida amiga e é tudo de tanta qualidade para os nossos bebés. A Socunha.

Tirei esta imagem daqui e parece que foi feita de propósito

Letras Bordadas

Comentários

  1. Também compro tudo no SoCunha, inclusive roupa de cama da casa toda, mas sem bordados porque gosto das coisas todas brancas lisas, sem nomes. Adoro a loja. eheheh Luisa é SWEET

    bjs Pipa

    ResponderEliminar
  2. Adoro o nome! :)
    E, de certa forma, fica bem com Isabel.
    Por acaso penso nisso ao escolher o nome para a segunda filha. Como a primeira é Lara eu não gostaria de uma segunda fosse Maria Eduarda ou algo assim...
    Enfim... paranóias.

    ResponderEliminar
  3. Maria Luísa, o meu nome também, da minha afilhada, e de uma prima. Vai gostar, de certeza ;)
    Beijinho, Lu
    blogdamamalu.blogspot.com

    ResponderEliminar

Publicar um comentário