} Avançar para o conteúdo principal

Apresentados

episódio 2 - no corredor

Atravessou o corredor a medo. Era isso ou acordar novamente a irmã. O corredor era tão escuro que lhe parecia impossível a uma criança. As tábuas faziam-se notar a cada passo e ela preferia atravessá-lo em pressa do que se demorar por ali. Deviam ser uns 4 metros que lhe pareciam 12. Respirava fundo e ia de olhos fechados como se isso a protegesse do medo. O medo era de nada. Só do escuro, do desconhecido, do caminho, de não saber o que estava do outro lado.  Mesmo já tendo passado ali com a luz do sol. Quando chegava era bom e era mau porque era obrigatório voltar. Já sabia que nada se passava e que era só um caminho e mesmo assim voava para chegar o mais depressa possível. No dia a seguir era igual. Todos os dias.O mesmo corredor escuro. Todos os dias a luz da manhã a fazer esquecer a noite. As manhãs serviam para lhe descansar a alma e se rir de si mesma. Tinha a certeza que à noite não haveria medos porque estava tudo ali, tudo o que era para existir, tudo o que fazia realmente par

Que dias.... 19 semanas (já??)

Passaram duas semanas desde a última actualização desta bebé que cresce apesar da complicação dos dias.
Um marido doente, um filho doente, uma mãe doente e instala-se o caos numa casa. Quem é que toma conta de quem?
Idas ao hospital, privação de sono, as tarefas que têm que continuar ou não se janta nem se toma banho, nem se faz nada....
Felizmente a barriga de uma mãe é um forte e até se pode andar sem olhos, sem nariz, sem voz - como ainda estou, a fungar, a tossir e todas as outras maleitas amigas da gripe, que felizmente sabemos que cá dentro, estão bem...
Estas duas semanas não dei tanta atenção à barriga, claro, mas antes do caos começar fui com a minha filha mais velha (??) ver a mana Luísa que ainda não tinha nome na altura à ECOX 4D e foi uma experiência mesmo boa, tranquila e divertida que só agora tenho oportunidade de contar.
As ecografias de rotina são a melhor coisa do mundo, matamos saudades do bebé, sabemos se está a crescer bem e falamos das coisas mais médicas e técnicas que fazem parte do acompanhamento da gravidez.
A ECOX 4D faz uma ecografia 4D emocional, o que significa que as mães podem ir lá só para matar saudades do bebé, descobrir o sexo ou ver com quem será parecido. Nós fomos às 17 semanas e estivemos só a namora-la, a ver o que fazia, como se mexia, as suas expressões. No final, oferecem um cd com as imagens todas e ainda uma fotografia impressa que podemos logo levar para casa. Aconselho.
Hoje a Luísa faz 19 semanas e estamos quase a chegar a meio da gravidez. Tenho passado bem, fora o cansaço (e tive uma dor ou outra que me assustaram mas era apenas fruto destes dias) mas a verdade é que a terceira gravidez não é igual à segunda e muito menos igual à primeira.
Pelo simples facto de que antes as sestas eram quando o sono obrigava, agora é quando toda a casa também dorme e podemos finalmente descansar.
Estar grávida do terceiro filho e um deles ter um ano e 10 meses e ser um bebé feliz, activo e asneirento é cansativo, não vou mentir. E para mim é a única desvantagem de ter filhos seguidos.
Mas as coisas boas compensam.
Neste momento a Luísa, que imaginamos careca, de olhos castanhos e cabelo também castanho, tem cerca de 250g e mede cerca de 15 cm da cabeça até ao rabo - o tamanho de uma manga.
Está a desenvolver como nunca todos os seus sentidos.
Espero que sinta que a adoro. Já e sempre.


Comentários